Ecce Homo – Ragusa

pe. giovanni, fidei donum


Lascia un commento

De Londrina para Bukavu: Irmã Janaína, xaveriana

 Irmã Janaína se encontra em Bukavu, Congo RD – vejam entrevista de 29/06/2010 (em Londrina) antes da viagem para o Congo. http://xaverianas.blogspot.com/2010/06/de-volta-terrinha-querida.html 

          @ @ @

Toda missão exige respeito, diálogo, amor, comunhão, renuncia, oferta de vida … Mas a missão além fronteiras tem algo a mais

Esse momento é carregado de muitos sentimentos: é a experiência da perda e do ganho. Estava convencida de que esse ano continuaria aqui, mas de repente a minha irmã Elena Loi, chega até a minha casa e me dá a noticia: pode preparar o passaporte. No primeiro momento a alegria foi total: meu Deus chegou minha vez! Mas depois o coração começou a apertar, veio o medo, a ansiedade, enfim, cai na real aproximando-me à hora da missão mais profunda. Toda missão exige respeito, diálogo, amor, comunhão, renuncia, oferta de vida … Mas a missão além fronteiras tem algo a mais: é a hora de mergulhar no mundo do outro, assumindo a sua cultura, os seus valores e a sua espiritualidade. É mais uma experiência de Deus, de crescimento e de amadurecimento. Tudo isso em vista de ser melhor como pessoa, como batizada e como missionária.

A grandeza da missão está na experiência de Deus vivida com a comunidade. A primeira comunidade é a família religiosa, na qual a missão exige muito despojamento de valores, sentimentos, desejos; é trabalhar constantemente o eu em vista do nós. Tudo o que faço não é em meu nome, mas porque tenho uma comunidade religiosa que me apóia, me sustenta e me envia.
A segunda comunidade é a pequena igreja de Londrina, na qual vivi muita aprendizagem, respeito, participação, confiança e, sobretudo, de amizade. A beleza da missão é esse constante ouvir, sentir, fazer com o coração cheio de misericórdia, alegria e esperança.
No meu coração e nas minhas orações eu carrego toda a rica experiência vivida com vocês, que me provoca a dar mais um passo na fé, na santidade, no amor testemunhando a aliança firmada com Deus. E o apelo que deixo, que lanço a vocês, é que não fiquem só na admiração e na oração. Rezar é muito importante. Mas é preciso assumir a missão de viver com mais profundidade a Palavra de Deus, o compromisso com a Igreja, encorajando seus filhos e filhas, os jovens da comunidade, a abrirem não somente o coração, mas a doar concretamente e com coragem a vida em favor dos irmãos, para fazer do mundo uma só família.

Para assumir a missão além fronteiras não basta sonhar com um mundo novo, mas acreditar que podemos fazer do mundo uma só família. Agradeço com o coração cheio de alegria, amor e amizade toda a experiência vivida. Ficaremos unidos na oração e no coração!

de Janaina Araújo

Annunci