Ecce Homo – Ragusa

pe. giovanni, fidei donum

Quinhentos anos de direitos humanos. Comemoração do discurso histórico de Montesinos

Lascia un commento


MADRI, quinta-feira, 1º de dezembro de 2011 (ZENIT.org) – No próximo dia 21 será comemorado o 500º aniversário da homilia histórica do frade dominicano Antón Montesino (ou Antón de Montesinos) na ilha caribenha de Hispaniola. No sermão, ele denunciou a exploração dos nativos e reivindicou a sua dignidade como filhos e filhas de Deus.

Era o quarto domingo do Advento, 21 de dezembro de 1511, quando Montesinos fez o sermão na ilha que hoje é dividida entre o Haiti e a República Dominicana, em nome da comunidade dominicana que chegara um ano antes, conforme recordou Frei Iván Calvo Alonso, OP, em conversa com ZENIT.

O sermão denunciou a situação de exploração a que tinham sido submetidos os habitantes daquelas terras. Os dominicanos, disse Calvo Alonso, “foram profetas” e incorporaram a figura do Bom Samaritano. “Eles ouviram o clamor dos índios maltratados, ficaram horrorizados com o sofrimento dos inocentes e falaram em nome de Deus: com que direito e com que justiça esses índios são mantidos em servidão tão cruel e horrível? Acaso eles não são homens?”.

A denúncia sacudiu a consciência das autoridades espanholas, que responderam promulgando as “Leis de Burgos” (1512) e as “Leis de Valladolid” (1513), para melhorar as condições dos nativos. Não sendo suficiente, a Igreja continuou a defesa da dignidade de homens e mulheres daquelas terras. “O sermão e o papel desses primeiros monges têm um lugar importante na história dos direitos humanos”, reiterou Frei Calvo Alonso.

Para relembrar o evento histórico, a Ordem dos Pregadores (OP) organizou uma série de congressos, conferências e celebrações em todo o mundo. O evento principal acontecerá em Madri no dia 21 de dezembro, na “Casa de América”, com presença do Mestre da Ordem, Frei Bruno Cadoré, além de José Antonio Pastor Ridruejo, professor de direito e especialista em direitos humanos, e do filósofo Mate Reyes.

Haverá ainda uma representação da peça As primeiras notícias do desastre, do famoso dramaturgo espanhol Juan Mayorga. O evento será organizado pelo Conselho Ibérico das Províncias Dominicanas da Espanha, juntamente com a “Casa de América”. No dia seguinte, 22 de dezembro, o Mestre dos dominicanos presidirá as Vésperas na Basílica de Atocha, em Madri. Ainda por ocasião do centenário, o último Capítulo Geral dos Dominicanos, realizado em Roma, pediu que no IV Domingo do Advento de 2011, ou 18 de dezembro próximo, o sermão histórico seja lido em todas as igrejas da ordem.

Os dominicanos dizem que este evento “merece ser conhecido” porque representa o “embrião” da Declaração dos Direitos Humanos, e por isso eles prepararam um especial sobre Montesinos e seu sermão, incluindo material biográfico e informações sobre Pedro de Córdoba e a primeira comunidade dominicana. O material contém o texto completo do sermão, tal como conservado por Frei Bartolomé de las Casas.

No especial, há também material de reflexão e estudo, com testemunhos de membros da família dominicana em todo o mundo sobre a intenção de continuar vivendo o espírito dos primeiros dominicanos da Nova América “com um trabalho silencioso em defesa da dignidade humana”, dizem os organizadores.

O especial está disponível em: http://www.dominicos.org/500-sermon-montesino

http://www.dominicos.org/500-sermon-montesino/materiales-descargar

Annunci

Effettua il login con uno di questi metodi per inviare il tuo commento:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...