Ecce Homo – Ragusa

pe. giovanni, fidei donum

Dom Ravasi Cultura da comunicação e novas linguagens

Lascia un commento

Igreja se abre para novas formas de linguagem

Nicole Melhado  Da Redação, com Rádio Vaticano (Tradução equipe CN Notícias)

Monsenhor Gianfranco Ravasi, presidente do Pontifício Conselho da Cultura, apresenta tema da próxima assembleia

A Assembleia plenária do Pontifício Conselho da Cultura, programada para acontecer ente 10 e 13 de novembro, aprofundará a relação entre diversas formas de comunicação e a missão evangelizadora da Igreja. A montagem, centrada no tema “Cultura da comunicação e novas linguagens”, foi apresentada nesta quarta-feira, 3, em coletiva de imprensa no Vaticano.

Seguindo o ensinamento de São Mateus que diz que “ninguém acende uma lâmpada para a colocar debaixo de uma vasilha, mas sim para a colocar no candeeiro, onde ela brilha para todos os que estão em casa”, a Igreja quer levar isso também para âmbito da comunicação. O presidente do Pontifício Conselho da Cultura, monsenhor Gianfranco Ravasi, ressaltou que a Igreja  tem o dever de transmitir por meio da interatividade e da simplicidade, a mensagem de Cristo, aos contemporâneos.

Para fazer resplandecer a luz da verdade diante dos homens, mons. Ravasi destacou que o olhar da Igreja deve abrir-se também às novas formas de linguagem. “A nossa linguagem é tantas vezes uma linguagem que se dispersa e se dissolve porque é muito autorreferencial. Nós temos nossas próprias categorias linguísticas codificadas, que não são, porém, mais compreendidas pelos externos”, destacou.

Monsenhor Gianfranco disse ainda que é preciso também estudar um pouco este fenômeno particular da desconstrução das linguagens e a incompreensibilidade das linguagens.

Linguagem e comunicação

O responsável pelo departamento de “Comunicação e Linguagem” do Pontifício Conselho da Cultura, Richard Rouse, salientou que, por vezes, a linguagem comum se sobrepõe gerando confusões e incompreensões. Como exemplo, Rouse deu as palavras. Salvação, conversão, justificação, três palavras muito familiares aos teólogos, mas que para os leigos podem ter outros significados. “Salvar um documento de ‘word’; converter entre diversos tipos de formatos eletrônicos; justificar sua página para a esquerda ou direita”, explicou.

Richard Rouse enfatizou ainda que normalmente a Igreja possui uma linguagem própria que muitas vezes é incapaz de comunicar aos jovens que estão afastados.

O programa da assembleia plenária prevê também uma visita às catacumbas, uma ocasião para unir formas de linguagens diversas, porém, unidas pelos mesmos valores.  O responsável pelo departamento “Arte e Fé” do Pontifício Conselho da Cultura, monsenhor Pasquale Iacobone, explicou que esta visita tem por objetivo co-ligar idealmente este início da comunidade cristã em Roma, aquela primeira forma eficaz de comunicar, com a comunicação pós-moderna da internet. “Trata-se de desenhar uma linha comum que diz que é o valor comunicativo da mensagem do Evangelho e da mensagem da comunidade cristã”, elucidou.

No final da coletiva, o bispo de  Regensburg e membro do Pontifício Conselho da Cultura, monsenhor Gerhard Ludwig Müller,  apresentou o XII volume da recém lançada obra completa de Joseph Ratzinger, intitulada “Anunciadores da Palavra e Servidores da vossa Alegria”. “Não se trata somente de lirismo religioso, mas também de redescoberta da fonte espiritual, a qual  cada sacerdote atinge cotidianamente, para ser operário do Senhor e servidor entusiasmado da Boa Nova de Cristo”, esclareceu mons. Müller.

Annunci

Effettua il login con uno di questi metodi per inviare il tuo commento:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...