Ecce Homo – Ragusa

pe. giovanni, fidei donum

A FESTA DA MISERICORDIA E O APOSTOLADO

Lascia un commento

Eu desejo que haja a
Festa da Misericórdia.
Quero que essa Imagem, que pintarás com o pincel,
seja benzida solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa,
e esse domingo deve ser a Festa da Misericórdia”
(Diário, 49; cf. 88; 280; 299b; 458; 742; 1048; 1517).
Na Vigilia da Festa da Misericordia nossa turminha das 15hs intendeu melhor a necessidade de não parar so na Semana da Misericordia, o Espirito Santo tinha revelado ontem a duas pessoas o mesmo desejo. Uma tinha falado comigo antes da oração outra falou na hora da partilha das vivencias. Se combinou de pedir na oração a modalidade de dar continuidade: formar um grupo, uma pastoral da Misericordia (exigencia de Oração e de ação)? Hoje a resposta encontrada no site oficial da "Divina Misericordia"  http://www.misericordia.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=161&Itemid=112
O Apostolado da Divina Misericórdia .
Cada um que divulga a Divina Misericórdia, como Jesus pediu a Santa Faustina, já é um Apóstolo de Jesus Misericordioso, um Apóstolo da Misericórdia, e pode-se considerar como membro espiritual da nossa grande família da  Divina Misericórdia.

O que se espera de um Apóstolo da Divina Misericórdia?
A Igreja lhe convida a ser uma testemunha, na força do Espírito Santo, da Divina Misericórdia  como o maior atributo do Pai. Misericórdia revelada plenamente em seu Filho Jesus Cristo e particularmente no seu mistério Pascal. Assim, você deve procurar, com todo empenho:
– confiar com humildade filial na misericórdia divina, sempre presente na vida e na história de cada um dos seus filhos, especialmente nos momentos difíceis;
– professar e anunciar esta boa-nova onde quer que você esteja, especialmente onde é mais esquecida ou mesmo desvalorizada;
– ser grato ao Pai das misericórdias pelas maravilhas que tem realizado na sua história pessoal e nas dos seus parentes, amigos, conhecidos;
– suplicar freqüentemente a sua misericórdia sobre o mundo, servindo-se especialmente – sempre que possível – das formas devocionais propostas por Jesus à Santa Faustina: a hora da Misericórdia (três horas da tarde), o terço da Misericórdia, a veneração do quadro de Jesus Misericordioso;
– celebrar esta verdade através da participação ativa e responsável na Liturgia da Igreja, sobretudo a Eucaristia e a Confissão, vivendo com particular intensidade a Novena da Misericórdia (antes do 2º Domingo da Páscoa, o Domingo da Misericórdia);
– meditar e aprofundar esta verdade através da Palavra de Deus e da Tradição (os Padres da Igreja), do ensinamento da Igreja (Catecismo da Igreja Católica, Encíclica Dives in misericordia etc.), do próprio Diário de Santa Faustina e de outros estudos sobre a misericórdia divina;
– praticar a misericórdia através de gestos e atos concretos de misericórdia para com o próximo, seja a misericórdia corporal (para com os pobres, doentes, presos etc.) seja a misericórdia espiritual (para com os aflitos, desorientados, viciados etc.).

 

Nossa turminha escolheu em primeiro lugar de reencontrarse cada 15 dias na quinta-feira as 15hs na Capela São Paulo para a Oração da misericordia e a vivencia em grupo das Obras de Misericordia.

Annunci

Effettua il login con uno di questi metodi per inviare il tuo commento:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...