Ecce Homo – Ragusa

pe. giovanni, fidei donum

As Cinzas e o Caminho para a Pascoa

Lascia un commento

REFLEXÃO PARA O SENTIDO DA QUARTA-FEIRA DE CINZAS  (baixa o arquivo word www.paroquiacristorei.com.br/mensag_6/tpr_13/…/cinzas%202005.doc

de  Pe. Luiz Carlos Magalhães

 CINZAS QUE SALVAM  Caminho para a Páscoa

  

            A Quarta-feira de Cinzas é a porta de entrada da Quaresma. Com a imposição das cinzas começa oficial e solenemente o tempo de preparação para a Páscoa. Entramos no grande Templo onde se vive, de maneira mais intensa, o programa que Jesus nos propõe: oração, esmola e jejum. Nossos olhos e nosso coração estão sintonizados na Páscoa.

            A oração que este tempo nos sugere vai além das simples fórmulas tão comuns em nosso cotidiano: é a oração do cego e a do publicano: “Jesus, Filho de Davi, tem piedade de mim!”. “Ó meu Deus, tem piedade de mim, pecador!”. Oração de súplica e de arrependimento. Oração de quem se reconhece pecador. Trata-se da oração do coração, que busca a união com Deus, através dela.

Leia Lc 18,1; 21,36; 1Tess 5,17; Ef. 6,18.

            O jejum também vai muito além de abstenção de alimentos. O Profeta Joel nos acusa dizendo que reduzimos a exigência divina a um simples formalismo exterior: “Rasgai vossos corações e não vossas vestes”.  Que valor tem deixar de comer carne, para substituí-la por um prato de  bacalhau que custa muito mais caro?! Joel fala de um jejum que apela para uma conversão profunda. Entender jejuar como criar um espaço, um vazio em nós para que a graça de Deus nos refaça e nos preencha.

Leia Is 58,3-7; Joel 1,4; 2,15; Jonas 3,5.

            A esmola não se reduz à oferta de dinheiro, alimentos, roupas e outros objetos: “Misericórdia eu quero e não vossos sacrifícios”. Deus espera que tiremos algo de nós mesmos para lhe oferecer. A oferta exterior precisa simbolizar e significar essa doação interior: tiramos algo de nós, um pedaço mesmo, para oferecer a Deus.

Leia Sl. 40,6 Is 43,23 Jer 6,20 Os 6,6.

A cinza na cabeça é usada em sinal de penitência, de conversão, de luto pelo pecado. É um sinal exterior que expressa o arrependimento interior e o desejo de conversão. Reconhecemos que somos pecadores e que devemos trabalhar pela mudança de vida. A cinza na testa revela sobretudo um compromisso de viver o tempo de preparação para a Páscoa.

Leia 2Sam 13,19 Est 4,1 Jó 2,8; Jon 3,6.

O Rito da Imposição das Cinzas com todo seu simbolismo nos provoca para viver o espírito quaresmal, ou seja, atitude interior, constante, permanente, preparando-nos para a Páscoa.

Annunci

Effettua il login con uno di questi metodi per inviare il tuo commento:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...