Ecce Homo – Ragusa

pe. giovanni, fidei donum

Estrela, Magos e sinais de Deus para Salto Grande

Lascia un commento

Uma meditação em ocasião da Epifania 2010 para e com a Comunidade.
Rezando pelo irmão Dionisio Simoes e por todos os familiares dele.
 

A estrela, os magos, Herodes e a morte de nosso irmão Dionísio

Festa da Epifania é festa das luzes, festa dos reis. Festa de um mistério revelado no nascimento de um menino que no mesmo tempo é Deus: o Deus-menino!

O Evangelho de Mateus apresentando a viagem dos Magos , ecoa um antigo texto profético de Isaias destacando como a Palavra de Deus se cumpriu historicamente: os magos representam todos os povos, de todas as raças indo adorar aquele recém nascido. Uma etapa importante da viagem apresenta os Magos na escuridão de Jerusalém na mesma hora que a estrela desapareceu. A cidade, na linguagem bíblica é sede dos vícios, Deus é ausente! Ele prefere revelar se no silencio das montanhas, no deserto, no murmúrio de uma brisa suave, na gota de orvalho. A cidade é o lugar do poder do homem que solvente desafia até Deus, o lugar de uma política interesseira, da economia idolatrada. Jerusalém é a sede de Herodes. Os Magos na escuridão não desanimam, continuam procurando, perguntando, pesquisando, sem parar, sem voltar atrás. A busca perseverante é premiada: Herodes oferece pistas e rumo, ele homem ciumento e capaz de grande violência (matança dos inocentes) mentindo diz querer também adorar Jesus. É por meio dele que Deus mostra o caminho certo.

A escuridão faz parte da nossa vida, chega uma hora da nossa viagem na qual a luz some, as trevas aparentemente tomam conta de tudo (sentimentos, pensamentos, tudo parece travar, tudo sem sentido, tudo perdido, Deus escondido, um túnel infinito, tristeza, desanimo ao limite).

Aparências. A sabedoria do Espírito com uma linguagem de contraponto nos mostra sinais, nos oferece rumos que precisamos decodificar . Logo fora da cidade, os magos recuperam alegria vendo na frente deles a estrela. Chegando no lugar, ajoelhando-se adoraram Jesus e abriram os cofres, oferecendo presentes: ouro, incenso e mirra. Depois por outro caminho, voltaram para a terra deles.

Atualizando para os nossos dias. Quanta escuridão, quanta tristeza para a família do nosso irmão Dionisio – roubado e morto no ultimo dia do ano. Aparentemente por nada ou quase nada. Quanto vale uma vida? Homicídio cometido por menores.

O novo Herodes armando as mãos de adolescentes, jovens renovando a matança dos inocentes. Atrás dos menores adultos, atrás dos desprevenidos, os espertos, os inteligentes, atrás dos pobres, os enriquecidos, atrás dos ateus os religiosos. Aparências. Os sinais de Deus para nossa Comunidade de Salto Grande. Precisamos parar, refletir, acolher o novo rumo que Deus nos oferece para prosseguir a viagem ao encontro de Jesus. Precisamos ajoelhar para adorar só ele, só ele merece. Drogas, álcool, sexo, poder, dinheiro, falsa política, falsa religiosidade, é tudo mentira e engano, mas  essa mudança exige entrega total e adoração. Precisa-se abrir os cofres para oferecer tudo a Ele: só Ele merece tudo de nos! Perder a vida para drogas, alcoolismo é a moeda do enganador, perder a vida para Jesus é salvação eterna. Parar para refletir e mudar caminho é a proposta de Deus para nossa Comunidade de Salto Grande. É fazer tesouro da morte do nosso irmão Dionisio. Continuar fazendo vista grossa, comprar, usar e vender drogas, favorecer alcoolismo, prostituição, pedofilia sem denunciar os crimes é colaborar preparando outras violências, outras mortes. O medico que faz o aborto é criminoso, mas o enfermeiro que assiste e prepara o necessário está colaborando com o crime. Uma oportunidade nos é oferecida : juntar as forças de homens e mulheres de boa vontade para a construção de uma sociedade humana, de uma civilização verdadeira, de um futuro digno para a presente e a futura geração: quer colaborar?

A grande e maravilhosa solidariedade realizada nestes dias faz bem esperar, é uma força grande dos bons que não querem calar. Lembrando Martin Luter King “"O que mais preocupa não é o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem-caráter, dos sem-ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons."

Convite as Igrejas cristãs: juntando todos os fieis das comunidades cristãs dá um numero menor que os “fieis” dos Bares. Que tal juntar as forças para uma ação social comum ao lugar de cuidar das poucas ovelhinhas de cada igreja? Essa união acabaria com aquele “turismo religioso” que cria a ilusão temporária dos números e acaba para favorecer o afastamento dos desiludidos. 

Annunci

Effettua il login con uno di questi metodi per inviare il tuo commento:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...