Ecce Homo – Ragusa

pe. giovanni, fidei donum

LUZ DO NATAL para um NATAL de LUZ

Lascia un commento

  O Rev. Marcio Bergamo da Presbiteriana Independente, 
 
meu caríssimo amigo, foi por ele que conseguimos uma caminhada ecumênica em Salto Grande nos encontros aos quais participou também Dom Salvador, agora se encontra em Londres para estudos.
Ele me enviou uma meditação sobre Natal e votos de um NATAL de LUZ que quero partilhar com todos e todas vocês neste Natal.
A mensagem vem da Europa e expressa a necessidade profunda da LUZ de JESUS que a terra da antiga cristandade precisa.
Ecoa muito aquele grito do Papa sobre a necessidade que a Europa redescubra as raízes cristãs! Apresenta também a situação grave na qual também as comunidades Evangélicas se encontram no " Reino Unido que já foi local onde abrigou o berço do protestantismo".
 
Vamos rezar e pedir que a LUZ do Menino Deus possa vencer as trevas da Humanidade
e que 2010 seja o ano util para retomar o caminho ecumenico (CF 2010).
 
FELIZ NATAL de LUZ e de Santa Fraternidade 2010!

CARTA MENSAGEM DE  MARCIO BERGAMO

  Paz e bem!

  Queridos/as irmão/ãs, amigos/as,

  Mesmo à distância tenho acompanhado um pouquinho do que tem acontecido no nosso país através de noticiários que chegam a nós por meios eletrônicos. No dia 11 de Novembro de 2009, um incidente repercutiu, inclusive em jornais britânicos, um evento que causou grande transtorno aos brasileiros: um apagão. Milhares de brasileiros ficaram em densas trevas! Escuridão total!

Os noticiários relatavam: aumento dos acidentes automobilísticos durante a madrugada, pedidos de socorro daqueles que ficaram presos nos elevadores, aumento da delinqüência e criminalidade durante as poucas horas que vários Estados do Brasil ficaram completamente sem energia elétrica; na escuridão. Um caos total.

Como tenho imaginação fértil logo pensei: bem que eles poderiam contabilizar também quantas crianças, jovens, adultos e idosos ficaram em pânico com a escuridão nestas poucas horas. Afinal de contas, sejamos sinceros, quem não tem “um pouquinho de medo do escuro”?

A Europa também sofre com o problema do apagão. Falta luz aqui. Na verdade, ela está vivendo em pleno apagão. E se pudéssemos contabilizar esse “apagão” certamente passaria do montante de centenas de milhares de pessoas que vivem em completa escuridão. Mas não é por falta de fornecimento de energia elétrica, não. É muito pior. É escuridão espiritual. Trevas.

Para mim, este Natal carrega consigo um significado especial num momento de reflexão e novas experiências muito importantes para minha vida e posso dizer que já tenho “um saco de histórias na bagagem” para levar de volta comigo.

Confesso que, embora deslumbrado com as “luzes de Natal” que iluminam Picadilly Circus, Hide Park Corner, Tottenham Court Road, Oxford Circus, as vitrines das lojas mais luxuosas e outros pontos turísticos em Londres / UK, encontro aqui a antítese (o contraponto) de tudo isto: igrejas fechadas (ou então, virando PUB’s e apartamentos de luxo), serviço de culto reduzido a celebrações mensais, jovens e adultos completamente alcoolizados e semi-abandonados nas estações de Metrô e paradas de ônibus, e outras cenas que, denotam uma enorme escuridão espiritual.  Isto porque o Reino Unido já foi local onde abrigou o berço do protestantismo em época recente. Inegavelmente a conclusão a que se chega é: a Europa está descristianizada. Está sob efeito de apagão. Falta-lhe luz.

Quando estava a posto para escrever-lhes uma mensagem de Natal, me veio à memória esse evento do apagão/escuridão e lembrei-me de como o Profeta Isaías introduz o texto profético apresentando/anunciando a vinda do Messias, o Libertador, o Göel (o Resgatador).

“O povo que andava em trevas viu uma grande luz; e sobre os que habitavam na terra de profunda escuridão resplandeceu a luz […] Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará sobre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz”. Livro do Profeta Isaías, capítulo 9, versos 2 e 6.

Ele usa como figura de linguagem o paralelismo antitético, ou seja, contrapõe trevas X luz. Aflição X não mais escuridão. Tristeza X alegria. A ênfase deste recurso de linguagem é mostrar que existe uma incompatibilidade entre dois eventos, duas situações. E que uma situação supera, prevalece ou sobrepõe a outra.

A Bíblia tem mais de 250 expressões representando luz, luminosidade, claridade. Só no livro do Profeta Isaías, mais de 30.

Isso representa algo muito significativo quando temos em mente que, na Narrativa da Criação, o primeiro ato criador de Deus foi: LUZ. “A terra era sem forma e vazia […] E disse Deus: Haja luz. E houve luz. Viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas”. Livro do Gênesis, capítulo 1, versos 2 a 4.

Por isso, neste Natal, convido você a refletir comigo a sermos agentes de proclamação desta LUZ. Mensageiros d’O Cristo, O Emanuel! Ele é a nossa luz. Ele é resposta para os que vivem em escuridão. É Ele quem dissipa as trevas. Ele é a alegria para aqueles que choram no escuro. Ele brilha mais que o sol do meio-dia. (cf. Livro dos Salmos, capítulo 37, verso 6).

Desejo a vocês um Natal repleto de alegria, celebrações (família reunida!), paz e muita luz.

Um beijo grande e um abraço apertado, cheio de saudades.

Em Cristo, nossa Luz.

Marcio Bergamo de Araujo, rev.

=     PAZ E BEM     =

  Rev.    Marcio   Bergamo  Mestre em Ciências da Religião – UMESP / IEPG

Annunci

Effettua il login con uno di questi metodi per inviare il tuo commento:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...